Travel Blog Joao Cajuda

Termas de Vale da Mó 

Termas de Vale da Mó 

 

Fui até à região da Mealhada (não, não foi por causa dos famosos leitões, que por acaso até é das poucas coisas que não aprecio), foi mesmo para conhecer as termas de Vale da Mó. Situadas no concelho de Anadia, agarrada às faldas da Serra do Caramulo, a 250 metros de altitude, no meio de denso e verdejante arvoredo, surge a pequena aldeia de Vale da Mó, com o seu grande tesouro: as termas de água férrea. 

Para se chegar lá é preciso percorrer uma estrada bastante cénica e no meio da natureza. 

A sua localização convida ao repouso e acabei por ficar lá sentado na relva só a apreciar a paz do local. 

 

Infelizmente não consegui beber a água milagrosa, apenas é possível com receita médica… As características da água férrea de Vale da Mó são únicas no património hidrológico português. A água nasce bacteriologicamente pura, sem cheiro, e de sabor ligeiramente férreo. 

É indicada no tratamento de doenças do aparelho digestivo (doenças gastro-hepáticas e anorexias) e doenças relacionadas com o sangue (como anemia e outros problemas provocados por carência de ferro). Não que eu tenha algum destes problemas, mas não sei, talvez me fizesse bem à pele eheh. Ao contrário das restantes termas os tratamentos aqui são feitos apenas pela ingestão da água. 

A época termal é de Junho a Outubro. Segunda a sábado das 08h00 às 12h00 e das 16h às 19h. Domingo das 08h00 às 12h00 e das 15h30 às 18h00. 

ONDE FICAR: CASA DE MOGOFORES 

A história da Casa de Mogofores está fortemente ligada à história de Portugal do período do séc. XIX, em que a instabilidade política fez emergir das revoltas liberais uma nova elite com lugar cada vez mais proeminente na administração pública e vida económica. 

Com um design e um mobiliário neoclássico, a Casa de Mogofores é o local ideal para quem viaja em família ou pretende descansar. O edifício é lindíssimo, tem um enorme jardim de árvores, e uma piscina interior fabulosa com vista para as vinhas. Os quartos são muito espaçosos e confortáveis e o pequeno-almoço servido é divinal. 

 

 

 

 

O QUE FAZER 

Existem vários locais de interesse a visitar, por ser uma região com uma tradição vinícola enorme, é natural que muitos desses locais passem pelo Enoturismo – Provas de vinhos e visitas, decidi ir conhecer as Caves Aliança, agora também Museu Underground, um projecto muitíssimo interessante que desconhecia. As maiores caves de Portugal, escondem não só uma história fabulosa de vinhos mas também obras de arte de valor incalculável, como objectos africanos, pedras semi preciosas, fósseis com 413 milhões de anos, até um crânio de dinossauro marinho podem encontrar. Além disso tem uma colecção incrível de Bordalo Pinheiro, fiquei fascinado porque sou um grande fã e tenho muitas peças em casa. No final fez-se uma prova de espumantes e claro, tive que trazer uns para casa eh he. 

 

 

Podem ainda visitar o Património cultural da região, nomeadamente o Museu do Vinho da Bairrada ou o Santuário Nossa Senhora Auxiliadora. 

ONDE COMER 

Restaurante Mugasa – Fica a poucos km’s do Museu Underground e é o sitio ideal para ir comer se está a pensar visitar as caves Aliança. A comida é muito boa, apesar de ser um restaurante grande é aconselhável fazer reserva, costuma estar cheio todos os dias.

CONTACTOS

TERMAS DO VALE DO MÓ: WEBSITE

CASA DE MOGOFORES : WEBSITE

Para mais informações sobre as Termas Centro visitem: www.termascentro.pt

Olá! Eu sou o João Cajuda, blogger de viagens português e o criador deste site. Neste blog partilho as minhas aventuras pelo mundo e dou dicas de destinos, hotéis, restaurantes e actividades a fazer. Podem ainda viajar comigo através dos meus vídeos de viagens e dos meus tours de grupo que organizo para vários destinos! Visita a minha Agência de Viagens de Aventura LEVA-ME e junta-te a uma das minhas aventuras.

COMENTÁRIOS

Leave a comment